AINDA HÁ DOCES NO MAR

Video (Cor, 2'58''). Florianópolis, 2020.

I sharpen my memory so as not to speak. While nightingales sequel sandbank and song. I gave you my hand. Long hair to wrap around the body. Pulling you from deep misfortunes, trampled by false rhinos. May your body break down to get out of there. For there are still sweets in the sea. Your son's place is among the flowers of the castle. Mothers and grandparents usually count the hours. August is the month of lies. I want to give you joy. Tying clothes on the clothesline. In your womb. Silences scream. I lacked sweetness. Dry leaves do not catch fire.

Aguço a memória para não falar. Enquanto rouxinóis sequelam restinga e canção. Te dei a mão. Comprida cabeleira para enrolar no corpo. Arrancando de ti profundas desgraças, pisoteadas por falsos rinocerontes. Que teu corpo se quebre para daí sairem. Pois ainda há doces no mar. O lugar de teus filho, é entre as flores do castelo. Mães e avós, costumam contar as horas. Agosto é o mês da mentira. Quero te dar a alegria. Amarrando roupas no varal. Em teu ventre. Silencios gritam. Faltou-me doçura. Folhas secas, não pegam fogo.

The video "There are still sweets in the sea" was made in August 2020, in the midst of the Covid-19 pandemic.

O video "Ainda há doces no mar" foi realizado em Agosto de 2020, em meio a pandemia de Covid-19.